PESQUISE

Notícias e Artigos


Brincadeira é coisa séria: Técnica auxilia no desenvolvimento da criança

Brincadeira é coisa séria: Técnica auxilia no desenvolvimento da criança

Desde muito cedo a criança pode ser estimulada, mas é importante direcioná-la à recreação correta, utilizando os brinquedos adequados

Técnica milenar, a brincadeira tem função importante na vida da criança, pois auxilia em seu desenvolvimento motor, físico, mental, social e lúdico. Saber qual é a brincadeira ideal para cada idade e perfil da criança é fundamental para que os pais direcionem as atividades dois filhos. Desde muito cedo a criança pode ser estimulada, mas é importante direcioná-la à recreação correta, utilizando os brinquedos adequados. 

Josiane Santana, terapeuta ocupacional e diretora da Clínica Inclusiva, explica que brincar é um estímulo ao desenvolvimento. “Os obstáculos que surgem enquanto a criança manipula brinquedos ou participa de jogos faz com que ela cresça por meio da procura de soluções e alternativas que estimulam a atenção, concentração e imaginação. Além disso, a brincadeira deixa a criança mais calma, relaxada, estimulada e com autonomia”, salienta. 

A recreação vai muito além de distrair a criança, é uma atividade que faz parte do seu crescimento interpessoal e da sua relação com o universo ao seu redor. “Brincadeiras em grupo, por exemplo, permitem que a criança aprenda a se relacionar e a dividir. Também estimulam todos os seus sentidos – olfato, tato, visão, paladar e audição”, explica Josiane.

Exemplos de brincadeiras:

Pintura com dedo
– a partir de 18 meses
Estimula a coordenação motora, desenvolvimento de desenho apenas com os dedos, reconhecimento das cores e excita a criatividade. 

Passa disco
– a partir de dois anos
Permite que a criança desenvolva noções de cores, equilíbrio, coordenação motora, agilidade e amplitude de movimento.

Amarelinha
– a partir de quatro anos
Desenvolve importantes habilidades tais como: noções espaciais, lateralidade (direita-esquerda), auxilia diretamente na organização do esquema corporal, coordenação motora, contagem, sequência numérica, reconhecimento de algarismos, quantidades, ordem, avaliação de distância, força, localização, percepção espacial e discriminação visual.

Boliche
- a partir de cinco anos
O jogo de boliche permite que a criança perceba posições, direções, distâncias, tamanho, o movimento e a forma dos corpos, contribuindo para o desenvolvimento da estruturação espacial da criança.

Bambolê
– a partir de seis anos
Trabalha com a parte psicomotora, desenvolvendo ritmo, equilíbrio, noção espacial e esquema corporal.

Vídeo game/computador/ tablet
– entre seis e oito anos
Antes mesmo de aprender a ler e a escrever a criança já possui habilidade para utilizar estes equipamentos. Estas tecnologias permitem o conhecimento das palavras, cores e números. Auxiliar no desenvolvimento da coordenação motora, criatividade, concentração e equilíbrio.

SERVIÇO
Clínica Inclusiva
Site: www.clinicainclusiva.com.br
Fanpage: https://www.facebook.com/pages/Cl%C3%ADnica-Inclusiva/271879016226522

Mais informações para a imprensa
Lacerda Comunicação 
Laís Machado – lais@lacerdapress.com.br
Tel. (17) 3222-1168 / 9121-4687  


 

 

 

 

Veja mais Notícias